quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

SAÚDE DA VOZ

Aquecimento e Desaquecimento da Voz
 
Drª Fonoaudióloga Gislley Carlota Fernandes
Especialista em Saúde Coletiva
Email: gislleyfono@hotmail.com
 
"Clamei ao Senhor com a minha voz: a Deus levantei a minha voz, e Ele inclinou para mim os ouvidos"
Sl. 77:1
Caros irmãos e amigos,
A Bíblia constantemente exorta o povo de Deus a louvar ao Senhor. Assim sendo, venho informar-lhes sobre a importância do cuidado com a voz, sendo essa uma ferramenta prioritária e muitas vezes usada de forma inadequada. Portanto, quem utiliza a voz como instrumento de louvor deve tomar consciência de que cuidar dessa ferramenta de comunicação é fundamental. A voz é um instrumento vivo, que transmite mais que o conteúdo das palavras, é responsável por uma porcentagem muito grande das informações contidas em uma mensagem e revela muito das nossas características pessoais. 

Se você então deseja ter uma boa performance e saúde da voz, é importante seguir alguns pré-requisitos básicos sobre aquecimento e desaquecimento vocal.
Nos tempos atuais, sabe-se da importância da preparação dos músculos envolvidos em diversas atividades físicas, do mesmo modo ocorre no canto, a alta demanda vocal, como fortes intensidades, notas muito agudas, e diferentes ajustes no trato vocal, sendo produzidos em grande intensidade e de forma incorreta, acarreta uma sobrecarga muscular no aparelho fonador.
A similaridade do aquecimento do esportista, o canto, ao aquecer a musculatura do aparelho fonador, integra os sistemas respiratórios, laríngeo e ressonantal, evitando o esforço e sobrecarga desnecessários. A falta de conhecimento da importância de certos cuidados básicos para preservar a voz pode ter como conseqüência o desencadeamento de algumas doenças laríngeas como, por exemplo, edemas, nódulos, pólipos, úlceras de contato, entre outras.
Sem aquecimento, pode ocorrer fadiga prematura, pois a musculatura que está trabalhando não tem oxigênio suficiente na fase inicial do trabalho, aumentando assim a taxa de produtos metabólicos ácidos. A prática de desaquecimento após os ensaios de canto é essencial para os cuidados com a voz.
Recomendo então alguns exercícios para o aquecimento vocal:
  •  Vibração de lábios e língua;
  •  Vocalizações com seqüência de vogais = i, ê, é, a, ó, ô, u;
  •  Alongamento da coluna conciliando inspiração e expiração;
  •  Movimentação dos músculos do pescoço (inclinação lateral, para frente e para trás e rotação);
  •  Alongamento do músculo masséter (abertura ampla de boca);
  •  Relaxamento da musculatura extrínseca ("varrer o céu da boca");
  •  Fazer caretas procurando utilizar todos os músculos do rosto.
O aquecimento deve ser realizado com atividades de fraca intensidade, envolvendo a maioria dos grupos musculares que serão usados posteriormente. Em média, os exercícios de aquecimento devem durar de 10 a 15 minutos.
O desaquecimento vocal tem a finalidade de fazer com que a pessoa retorne ao ajuste fono-respiratório da voz coloquial (voz habitual), evitando o abuso decorrente da utilização prolongada dos ajustes do canto, quando já não são necessários.
Recomendo então alguns exercícios para o desaquecimento vocal:
  •  Repouso vocal;
  •  Espreguiçar-se suavemente;
  •  Bocejo - suspiro;
  •  Emitir o zzzz..................hum................;
  •  Emitir o vvvv..................hum................;
OBS: Relaxamento e massagens são contra-indicados, se o cantor for desenvolver atividades normais de fala (sendo indicado que os faça antes de dormi).A duração média dessa atividade é de 5 minutos, e apesar de curta, é suficiente para o retorno à emissão coloquial.
Espero que todos vocês façam valer todas as orientações aqui demonstradas, pois, são de grande importância para uma boa qualidade vocal.
"Eu te louvarei, SENHOR, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e saltarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo." Sl 9.1,2

Nenhum comentário:

Postar um comentário